3 de mar de 2012

Revelado não por um homem, mas por uma plêiade de espíritos ao redor do Mundo , a Doutrina Espírita ou Espiritismo, segue o trajeto dos planos espirituais, de sempre revelar aos homens os conteúdos necessários para o seu desenvolvimento, seguindo-se sempre o merecimento da própria humanidade, em sua evolução intelectual e moral.

Evoluído intelectualmente com acontecimentos como a Renascença, o Iluminismo e a Revolução Industrial , estava o homo sapiens  pronto para receber as mais puras revelações dos planos superiores. Encaminhados a Terra pelo Cristo Jesus para prepara o terreno, filósofos e cientistas vieram trabalhar o intelecto humano, iniciando a construção para que os entendimentos do mais alto pudessem ser estabelecidos.

Com isso e por isso, o Espiritismo jamais deverá ser analisado sem o seu tríplice aspecto. Seu estudo, obrigatoriamente deve passar pela filosofia, por sua ciência e por sua religiosidade.

Quando Kardec nos ensina em Obras Póstumas que:

O Espiritismo é uma doutrina filosófica de efeitos religiosos, como qualquer filosofia espiritualista, pelo que forçosamente vai ter as bases fundamentais de todas as religiões: Deus, a alma e a vida futura. Mas, não é uma religião constituída, visto que não tem culto, nem rito, nem templos e que, entre seus adeptos, nenhum tomou, nem recebeu o título de sacerdote ou de sumo-sacerdote

E no Evangelho Espírita:

O Espiritismo é a ciência nova que vem revelar aos homens, por meio de provas irrecusáveis, a existência e a natureza do mundo espiritual e as suas relações com o mundo corpóreo .
Podemos concluir que a proposta da espiritualidade ao revelar o espiritismo para a humanidade foi o de quebrar alguns paradigmas existentes até então, demonstrando que as revelações nos campos científicos e filosóficos deveriam e iriam integrar-se perfeitamente com os ensinamentos do próprio Cristo , que veio até nós por si só, mas também pelos benfeitores encaminhados por Ele  para preparar o terreno de suas reais mensagens.

Enquanto filosofia, o espiritismo vem trazer a fé raciocinada, sua base esta na fundamentação do bom senso, demonstrando que nada é sobrenatural, e que tudo esta na natureza, nos dizer não aos mistérios, mas sim ao entendimento dos fenômenos, pois hoje, tudo pode ser explicado e exemplificado com o crescimento intelectual das criaturas .

Em sua parte científica, a Doutrina dos Espíritos coloca-nos frente a frente com as manifestações espirituais, demonstrando por meio de comprovações  seus princípios. É uma doutrina de observação, que por sua vez vem ao longo dos tempos, mostrando na prática que os princípios espíritas estão de acordo com os fatos ocorridos .

Já a religiosidade encontra-se em seus efeitos diários. Diz-nos Kardec que “O Espiritismo é uma doutrina filosófica de efeitos religiosos”, pois trabalha, aceita e reafirma a existência de Deus, da imortalidade da alma, e trás de volta, em sua forma mais pura (sem as distorções históricas ), os ensinos do Cristo Jesus, pois é o espiritismo ele próprio, a revelação da plêiade do Espírito Verdade, prometido pelo Messias quando encarnado no Mundo escola. É a Boa Nova rediviva! Longe dos interesses políticos e econômicos.

 A Doutrina Espírita veio nos mostrar não mais o sectarismo entre ciência e religiosidade, trata-se de uma revelação que veio nos ensinar que a verdadeira palavra de religião esta na aplicabilidade das mudanças morais, e não em templos ou dogmas pré-estabelecidos.

Postou frente aos homens um tríplice aspecto, que coloca as criaturas como centro de suas decisões, resultado daquilo que construíram dentro de seu livre-arbítrio em suas vidas passadas, demonstrando com isso, que esta mesma criatura é senhor de suas próximas existências, sem bengalas, ou qualquer outro tipo de construções positivas sem mérito.

Porém, para que possamos entender este processo, é necessário o estudo sério e aprofundado, sem nunca esquecer o tripé espírita na ordem revelada por um grupo conhecido como espírito Verdade, ou seja, filosofia, ciência e religiosidade.

Este é o estudo! Ambos têm que ser feitos de forma integrada, sem priorização de um ou outro, pois esta priorização demonstra única e exclusivamente a falta de preparo dos espíritas que ainda não aprenderam a ler Kardec.

Conclamamos nestas páginas todos os espíritas e espiritualistas, para a reflexão deste tema, extremamente importante por tratar dos alicerces doutrinários, são princípios, que jamais devem ser alterados ou modificados por nossa ignorância. A nós não cabe criar seitas ou linhas diferentes dentro do Espiritismo, esta filosofia, de tão séria, não aceita este tipo de divergência, pois as divergências, em especial neste tema, são frutos de nossos achismos , misticismos e infantilidade, ao vastíssimo campo filosófico e científico que se abre diante de nossos olhos com esta revelação.

Deixemos nossos conceitos teológicos construídos ao longo de séculos de existência  de lado. É hora da pureza doutrinária. A revelação espírita clama por isto, é hora dos reencarnes de luz, da mudança vibracional da Terra. Ai reside à importância de respeitarmos o tríplice aspecto! Pureza na Doutrina. E nós? Que formamos o grupo dos que fizeram e fazem a frente para que a doutrina floreça de forma correta na Terra. Será que estamos preparando o solo de forma fértil para estas estrelas que começam a cair do céu ? Será?

Que assim seja.

Jivago Dias Amboni
Integrante do Movimento Espírita Catarinense.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário